Veja o depoimento de uma baiana que transformou sua experiência de intercâmbio na Argentina

Se você tivesse fechado um pacote de intercâmbio pra fazer trabalho voluntário dando aulas de Inglês a crianças numa ONG  e se desse conta de que não havia crianças para se trabalhar, por conta das férias escolares? Voltar pra casa? Reclamar? Enrolar a ONG e curtir suas férias? Fernanda Gusmão, brasileira de Salvador, Bahia, deu a volta por cima com maestria e resolveu o caso. Conheça a história dessa mulher retada!

Cheguei em Bahia Blanca, Argentina, às 6:55 da manhã do dia 14/12/2016. Durante esse curto tempo aqui enfrentei muitos desafios […]. De primeira, meu projeto – que era ensinar inglês para crianças – não aconteceu, porque não tinham crianças na ONG nesse período. Todos trainees que vieram antes de mim me disseram: Na ONG não tem crianças, você não vai conseguir trabalhar. As pessoas da ONG disseram: Vamos procurar algo que te ocupe, não temos crianças. E eu respondia: Não temos crianças ainda!

post-gusmao-11-portada

 

No meu primeiro dia de trabalho, fiz um planejamento para seis semanas de projeto, focando em capacitação para os gestores na primeira semana e divulgação e maior visibilidade da ONG na segunda semana, que foi semana passada. Enviei e-mail apresentando meu trabalho para duas grandes rádios locais, distribuí folhetos para pessoas todas as manhãs, visitei 37 famílias e fiz seus cadastros, colei cartazes em comércios e orei muito para que tudo isso desse certo.

Hoje, as primeiras duas crianças foram ao projeto com sua avó, que as matriculou para todo o período. Hoje, antes de vir para casa, mais 6 famílias foram à sede da ONG levar o documento assinado para a matrícula de seus filhos e amanhã tem mais 3. Quem disse que eu não teria crianças? Quem disse que em Bahia Blanca as pessoas não se interessam por estudar no verão?

post-gusmao-7

Então aí está, minha terceira semana de projeto, consegui 11 crianças para os “Talleres de Verano Villa Floresta” (Oficinas de verão de Villa Floresta), organizei o sistema de matrícula, criei materiais de capacitação em Marketing e liderança no terceiro setor para os gestores da ONG, criei uma central de informações, próxima semana temos mutirão de pintura da fachada da ONG e um evento para dar maior visibilidade e coletar doações.

post-gusmao-5

Fernanda fez esse relato no dia 3 de janeiro. Hoje, dia 9, ela já tem toda essa galerinha da foto acima. Lindo, né? E uma mostra de que a gente tem que encarar as ‘pedras no caminho’ como uma possibilidade de superação! Você conhece gente como Nanda? Escreve pra gente! A gente vai adorar contar histórias inspiradoras como esta <3.

Aproveita pra conhecer nossas outras convidadas do bem!!

Maria Brasil

Renata Stort

Amanda e Yasmin Pinto

Paola de Lara

Tainara Caldas

Tainá Rodrigues

Anúncios

E você, o que é que achou?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s