ONG de Quito descobriu como erradicar o trabalho infantil indo na raiz do problema

Dentro ou fora do Brasil, muitas crianças acabam começando a trabalhar cedo demais – e isso traz consequências na educação, vida profissional e até expectativa de vida delas. Vendo esta realidade, a ONG Cenit, no Equador, encontrou uma forma de agir em uma das raízes do problema, e há 9 anos substituem trabalho infantil por vivências educativas e de amizade. Veja como:

A Cenit identificou que nas feiras públicas (estas onde a gente encontra frutas e verduras direto dos fornecedores) as crianças ficavam em meio aos vegetais. Claro, pois seus pais estão no trabalho e não têm com quem deixar os pequenos. Assim, em lugar de terem acesso à educação, eles ficavam com tempo vago e seus brinquedos eram as laranjas, tangerinas e afins.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Inconformada,  a equipe da Cenit buscou – e encontrou – uma maneira de levar a educação até eles. Conseguiram a autorização dos órgãos públicos responsáaveis para construir um espacinho Cenit dentro das duas maiores feiras da cidade de Quito (capital do Equador): Camal e São Roque. O espaço não é muito grande, mas o coração sim. Lá, as crianças entre 3 e 6 anos têm à disposição livros, quebra-cabeças e voluntários que fazem atividades educativas.

O espaço Cenit funciona de manhã e à tarde, e ao longo desses 9 anos eles já conseguiram quebrar a resistência da maioria dos pais. Afinal, no início essa interferência era, de certa forma, uma afronta – e venhamos e convenhamos, nenhum pai ou mãe gosta que lhe digam como educar o seu filho. Mas felizmente a Cenit já é bem aceita e além do suporte educacional na primeira infância, eles conseguem, através de parcerias, atendimento médico.

Essa foi mais uma história que cruzou o nosso caminho, e uma ideia que merece ser compartilhada. Imagina se em todas as feiras existissem atividades assim? o Bem Trilhado completou 1 ano no dia 29 de junho, e estamos relembrando aprendizados e feitos utilizando a hashtag #1AnoBemTrilhado. Se você fez parte dessa história, conta um pouquinho no Face e no Instagram e marca a gente com a hashtag! Juntos somos mais pelo Caminho do Bem!

Mais informações sobre os nossos trabalhos no nosso Mapa do Bem.

Anúncios

E você, o que é que achou?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s