Como estimular estudantes de engenharia a utilizar suas habilidades a serviço das comunidades?

Quando pensamos em engenheiros, automaticamente nos vêm à cabeça aqueles que constroem carros, edifícios, pontes maravilhosas, certo? Mas em 2014, três comitês da Aiesec em Medellín organizaram conjuntamente um evento muito importante para a fomentação do desejo por um desenvolvimento que chegue a todos. A cidade, que no mesmo ano recebeu o prêmio de Cidade Mais inovadora da América Latina pelo The Wall Street Journal e Citigroup, é o exemplo de que o desenvolvimento é possível. Quer saber o por quê? 

Durante os últimos 20 anos, a capital antioquenha conseguiu sair da extrema desordem e violência para um presente que nos encanta. Para fazer com que as ideias já existentes estimulassem os jovens da cidade, surgiu o CREA Ingeniería. No segundo ano consecutivo, o evento criado por Linda Juanita contou com profissionais de empresas e entidades como a prefeitura (Alcadía de Medellín), Metro e Ruta n. Mas falemos mais sobre a minha participação neste evento.

Um dos cards para facebook, que diz: "Conecta seu engenho" - em espanhol, ingenio significa é sinônimo de criatividade, mas também foi usado como trocadilho com 'ingeniería', que quer dizer engenharia.

Um dos cards para facebook, que diz: “Conecta teu engenho” – em espanhol, ‘ingenio’ é sinônimo de criatividade, mas também foi usado como trocadilho com ‘ingeniería’, que quer dizer engenharia.

Dois meses antes de “ir ao ar”, eu, como membro de Marketing para Organizações da Aiesec UPB entrei para o Comitê Organizacional (OC) do CREA. Para ser sincera, eu não sabia qual seria o sentido de organizar um evento para o público da área de engenharia – não entendi por quê a Aiesec estava se dedicando a isso, nem por que eu, que sou publicitária, estaria promovendo um curso sobre o qual não entendia quase nada.

daniel cuartas

Um dos exemplos citados pela campanha foi o colombiano Daniel Cuartas, engenheiro mecatrônico de Medellín que criou um mecanismo para pessoas com mobilidade reduzida poderem recuperar seu controle de espaço.

Tudo se esclareceu quando me reuni pela primeira vez com a líder mais otimista e motivadora que já conheci, Juanita. A Aiesec, como organização que promove o impacto social e liderança, queria se aproximar dos quase-engenheiros para atuarem na comunidade. Isso se deu principalmente porque já tinham bons exemplos em seu portifólio, como o do estudante de engenharia Douglas, que trabalhou como voluntário no sul do Brasil através da Aiesec. Na ONG de apoio a deficientes visuais em que foi alocado, Douglas notou que os bastões de Hoover (a bengala utilizada por indivíduos com pouca ou nenhuma visão) são eficientes ao ajudar cegos a evitar(não evitarem) obstáculos que se encontram a nível do solo, mas não os que estão na altura do corpo. Assim, o estudante teve a ideia de desenvolver um bastão eletrônico que é ativado ao detectar objetos próximos.

crea verde

Mais um dos cards de divulgação, contendo, esta vez, o exemplo de um estudante de Medellín que criou um aparato para substituir a máquina de lavar, ajudando a economizar água.

Fora do ambiente da Aiesec, Medellín é cenário de desenvolvimento: a exemplo dos metrocables (teleféricos integrados às estações de metrô, onde com apenas uma passagem os moradores dos morros podem economizar tempo e dinheiro para ir e vir de suas casas), metrobuses (ônibus com vias exclusivas, semelhante ao esquema de BRT em Curitiba), metrô, a construção do tranvía (versão moderna do bondinho que atravessava o centro da cidade, também integrado às estações de metrô e metrocable), o Parque de los Deseos desenhado com acústica perfeita para concertos e exibição de filmes.

Outro dos cards, o lema do evento aparece acima - "Creia que se pode, sim" - O exemplo, desta vez, é da solução básica das comunidades de menor renda do complexo metropolitano de Medellín - veja quantos exemplos de Inovação para as comunidades em uma só cidade!

Outro dos cards, o lema do evento aparece acima – “Creia que se pode, sim” – O exemplo, desta vez, é da solução básica das comunidades de menor renda do complexo metropolitano de Medellín – veja quantos exemplos de Inovação para as comunidades em uma só cidade!

Mas agora vamos ao nosso C.O. (Comitê organizador) tão querido!

Criando tudo passo a passo:

Kelly Valencia, Maria Alejandra Madrid, Juan Esteban Muñóz, Linda Juanita Bondano, Diana, Alexa, Cindy Zuluaga, Laura, Jhon Londoño e Luma Pinto. Esses são alguns dos membros que idealizaram e organizaram o evento. Alguns da área de publicidade, outros feras em design gráfico, um engenheiro, alguns administradores e internacionalistas.

Antes de tudo, tivemos que escolher o formato do evento (painéis? conferências? debates?), os temas a serem abordados e um slogan. Após a primeira sessão de discussões, investigamos o que interessava mais aos estudantes, criando um formulário de coleta de opiniões através do Google Forms.

Tudo foi documentado na plataforma Podio (um software de gestão de projetos, hoje app gratuito para smartphones, mas na época pago, caro, mas a época tinha concessão de uso para todos que tivessem e-mail no domínio @aiesec.net). Em seguida, buscamos patrocinadores, apoiadores, doação do espaço do evento, professores, empreendedores e profissionais que pudessem compartilhar sua expertise através de palestras. Foram quase dois meses de trabalho e, ao final, conseguimos a Ruta N como sede e membros da prefeitura, fundadores da Más Metal, entre outros, como palestrantes.

Slogan do CREA, é a frase "Crer para criar".

Slogan do CREA, é a frase “Crer para criar”.

Depois disso, a equipe de relações públicas, da qual eu fazia parte, se concentrou no conceito da campanha de divulgação, quais estratégias seriam utilizadas e como o público-alvo seria abordado. Tendo isso em conta, trabalhamos por partes: primeiro, decidimos propagar o slogan “Crer para Criar” (no original, “Creer para Crear”), que motivou a escolha do nome do evento e transmite a mensagem positiva “Se você crê que é possível fazer algo bom, se sentirá seguro para criar soluções”.

Segundo passo

Incorporamos ao material de comunicação os três “IN”s que compõem o evento: Ingeniería (engenharia), Internacionalización (internacionalização) e Innovación (inovação). Nossa intenção foi transmitir a mensagem de que o intercâmbio profissional e voluntário da área de Engenharia promovido pela Aiesec é benéfico de duas formas: enquanto um estrangeiro vem a Medellín para realizar seu estágio e oferecer seu conhecimento a serviço local, os colombianos que vão a outros países como trainees da Aiesec também têm a chance de entrar em contato com diferentes mentalidades e se inspiram a realizar suas próprias iniciativas.

Terceiro passo:

Queríamos que os universitários tivessem conhecimento do evento e se inscrevessem rapidamente, mas de uma maneira criativa. Assim criamos o “jogo dos engenheiros”, que levou o OC a entrar nas universidades locais e montar um espaço de interação. No domingo anterior, Linda, Jeison Pereira e eu pintamos o jogo (com direito a correções de um erro que cometi devido ao Espanhol pouco fluente na época, hahaha) para levá-lo às universidades. Como é possível ver na imagem, o jogo é uma sequência de perguntas que são respondidas com “sim” ou “não” e definem em qual resposta chegará o jogador. Foi divertido e atrativo!

Concluída a pintura do nosso jogo - um tapete de perguntas que iria definir o "nível de CREA" de cada participante.

Concluída a pintura do nosso jogo – um tapete de perguntas que iria definir o “nível de CREA” de cada participante.

E não paramos por aí! Por iniciativa de Cindy, fizemos um vídeo promocional e, com a ajuda de Kelly, diferentes tipos de conteúdo foram criados para postagem no Facebook, contando histórias de sucesso para inspirar os estudantes.

Para o post do CREA

Outras ideias infelizmente não puderam ser colocadas em prática, já que as coisas estavam apressadas e todos nós precisamos  organizar a logística para realizar o evento. Apesar disso, gostaria de compartilhar algumas destas ideias que não foram ao ar com vocês:

  1. Finalizaríamos o evento com a apresentação do grupo Ingeniarte (trocadilho que no português poderia ser traduzido como engenharte), formado por engenheiros artistas;
  1. Faríamos a pesquisa de satisfação ao final do evento via áudio por Whatsapp – assim, poderíamos controlar melhor os registros através do grupo no whats e sinalizar os participantes que já tivessem respondido;
  1. Criaríamos cartões ilustrados com personagens reais como Santos Dummont, que contavam curtas histórias onde os inventores observavam situações que os incomodavam e então criavam soluções, sempre atentos para personagens que incluíssem em suas histórias algo de engenharia, inovação e internacionalização. Para quem não sabe, Santos Dumont, brasileiro, foi estudar na França e isto mais tarde se refletiria nas suas invenções;
  1. Vídeo em câmera rápida, somente com a voz em off, e desenhos contando sobre o evento (data, motivo, entrada gratuita, chamada para ação).

Concluindo:

Aprendemos muito sendo voluntários da Aiesec. A organizacão é como uma escola, um estágio, e pode abrir muitas portas. Mas tenha cautela: é preciso saber o que se quer e ter foco. Assim como na vida real, nem tudo que parece ser uma boa ideia se torna realidade, mas o aprendizado é algo que não pode ser tirado de nós.

marie**A tradução deste post (do Espanhol pro Português) foi uma contribuição da colaboradora Marie Heinisch, comunicóloga brasileira poliglota. Atualmente, Marie está terminando seu mestrado no Reino Unido, mas ela já morou na Índia e na Colômbia – onde realizou um intercâmbio de trabalho voluntário.

Anúncios

2 thoughts on “Como estimular estudantes de engenharia a utilizar suas habilidades a serviço das comunidades?

E você, o que é que achou?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s