Já pensou atravessar a fronteira entre dois países a pé?

Calma. Sua cabeça já deve estar remontando as cenas de Sol, da novela América, entrando ilegalmente nos Estados Unidos. Mas não é nada disso: é que a fronteira entre a Colômbia e o Equador se atravessa caminhando. Conheça os detalhes neste post.

Uma ponte é o que separa os dois países. Do lado Norte/Leste, está a imigração da Colômbia, que fica a 15 minutos do terminal rodoviário de Ipiales, e custa mais ou menos 2,000COP por pessoa ~ R$2,30 em van ou táxi compartilhado (é só perguntar, todos sabem indicar estes transportes). Lá,você deve carimbar o passaporte com o selo de saída da Colômbia. Porém, para cidadãos de países membros ou associados ao Mercosul (toda a América do Sul, à exceção das Guianas Francesa e Inglesa e do Suriname) e de países membros da Comunidade Andina (Colômbia, Equador, Peru e Bolívia), basta apresentar um documento de identidade nacional (no caso do Brasil, o RG) com foto e tarjeta andina, respectivamente.

img_20160102_114314303.jpg

Feito isso, vá feliz e contente atravessar a ponte a pé, cheia de guardas , passagem de carros etc. Do outro lado, passada a plaquinha de “Bienvenidos al Ecuador”, está o guichê de imigração do Equador, na cidade de Tulcán, a primeira do Equador.  Prontinho! Agora você tem que pegar um táxi (pode ser compartilhado) para o terminal rodoviário de Tulcán, caminho bonito cheeeeio de campo pra olhar 🙂 Leva uns dez minutinhos e custa U$3,50 o trajeto. (A moeda do Equador é o dólar).

Já em Tulcán, fique atento(a) às suas bagagens e suba logo para comprar a passagem de onibus a Quito – que custa entre 6 e 7 dólares, a depender do terminal que você vai em Quito, se o Sul ou o Norte. São 3 balcões de venda, 1 deles não vai para Quito. Pergunte na fila se você está em uma das corretas. Não importa muito a companhia de ônibus, pois a cada 15 minutos sai um, e eles vendem na ordem de saída.

No nosso caso, como chegamos e estava lotado, compramos bilhete para o ‘buzu’ que saía às 13:00, o que não foi tão bom, já que chegamos ao terminal sul lá pelas nove da noite…

Últimas considerações:

  • A rodoviária de Tulcán foi a única no Equador que não tinha boa estrutura – tem cachorro doente entre os passageiros, não tem área de embarque, é muita gente e é pequena, por isso a recomendação de ficar atento(a) às malas.
  • Não vimos mercadinhos pela zona, e as comidas são dessas de ambulante. Se não quiser arriscar o estômago logo de cara, pode comprar coisas não-saudáveis que venham embaladinhas, como salgadinhos :p.
  • Super vale a pena o passeio a Ipiales, se puder, se jogue! 🙂
  • Antes de chegar aqui, descubra qual terminal da cidade de Quito será melhor para ti – o ônibus chega de 40 minutos a 1 hora antes no terminal norte, e daí vai para o terminal sul por uma estrada por fora da cidade. Talvez valha mais a pena descer no norte e usar transporte urbano.
  • Já em Quito, você pode usar o sistema de ônibus integrado sem precisar de cadastro, e custa somente 25 centavos de dólar por pessoa. Antes de chegar na cidade, você já pode verificar o mapa dos sistemas de Trole e Ecovía para baratear o seu traslado. Aqui está o link para mais infos.

Veja também:

O CHARME DO SUL DA COLÔMBIA EM POPAYÁN, “A CIDADE BRANCA”
A ÚLTIMA CIDADE DA COLÔMBIA, IPIALES, RESERVA UMA VISTA INCRÍVEL PARA VOCÊ
TODO O ROTEIRO DE MEDELLÍN ATÉ QUITO EM ÔNIBUS
EJE CAFETEIRO COLOMBIANO – SALENTO E SUAS CORES

Anúncios

2 thoughts on “Já pensou atravessar a fronteira entre dois países a pé?

E você, o que é que achou?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s