E se alguém criasse um caminho do bem?

Claro que é fantástico viajar com rumos bem definidos e conhecer várias culturas e lugares. Mas não seria muito mais gratificante viajar deixando uma marca positiva em seu roteiro ?

Continue lendo e descubra o porque decidimos que não íamos apenas viajar para colecionar lugares, e sim, histórias e amizades.

Desde novembro de 2014 vínhamos planejando um mochilão pela América do Sul. Com o passar do tempo percebemos que podíamos conciliar a viagem com pequenas ações que fazem a diferença na vida de alguém, pois julgamos que esta é a melhor forma de se conhecer outra cultura.

Com esse sentimento resolvemos, então, seguir esse modelo de viagem que já é conhecido como Volunturismo ou Mochilão Social.

IMG_20150608_134508996

Como funciona

Para que você entenda bem, funciona assim:

1 – Colocamos nossas habilidades com Comunicação, Marketing e Música a dispor de quem precise. A ideia é desenvolver comunidades em países das Americas, através de atividades educacionais, esportivas, musicais, criativas  ou situações que o acaso nos apresente para que possamos ajudar.

2 – Iremos relatar tudo no blog, além de compartilhar outras ações do bem para inspirar pessoas.

3 – Ao final pretendemos traçar um Mapa do Bem e disponibilizar gratuitamente para quem quiser seguir o mesmo caminho ou criar outros roteiros incluindo ações sociais na viagem.

Infográfico_BEMTRILHADO-01

O negócio é fazer o bem e não fazer do bem um negócio

Quando iniciamos o planejamento da viagem partimos para pesquisar projetos e instituições que intermediam causas com voluntários. A partir daí constatamos que muitos dessas instituições “facilitadoras” estão usando ajuda humanitária como negócio e cobram preços totalmente inviáveis. Não estamos dizendo com isso que é errado cobrar taxas de participações. Entendemos que todo projeto necessita de uma verba para geranciamento. Entretanto julgamos absolutamente incoerentes valores em torno de U$ 1.000 – U$ 3.000 por 9 dias para prestar um trabalho de cooperação social.  (Vamos combinar que por este valor é possível ajudar ou participar de alguma ação por conta própria).

Ainda assim, mediante a esta constatação, não desistimos da ideia do Bem Trilhado. Ao contrário, reforçou nosso desejo de estimular e mostrar que é possível sim doar parte do seu tempo por uma causa e incluir o voluntariado em viagens ou intercâmbio.

Neste ponto focamos em movimentos realmente engajados e fizemos uma lista dos projetos  economicamente viáveis. (Confira aqui algumas delas) . E começamos a traçar um roteiro com informações facilitadoras inteiramente gratuitas para quem tiver interesse em se envolver com alguma comunidade.

Por que pegar essa trilha?

Não, não somos ricos ou bancados pelos pais. Iremos usar a tecnologia e internet para trabalharmos no intuito de levantar recursos financeiros para custear nossos gastos com alimentação, transporte e alojamento. Também iremos vender doces, como fizemos na Colômbia, para garantir uma renda.

Será um grande caminho e ainda não temos certeza se iremos percorrer todos os países e comunidades que desejamos. Partimos sempre com poucos recursos financeiros, sem nenhum apoio governamental ou privado, apenas com muita garra e atitude positivas na mochila.

Esperamos encontrar muita inspiração e parceirias para que o projeto dure mais. Ainda acreditamos que investir no bem gera o melhor retorno. (Se você quiser chegar junto, olha aqui como pode fazer parte.)

Edu_Luma_MS copy

 então, QUal a motivação do projeto?

Constantemente somos questionados sobre o que ganharemos com isso. Tentamos explicar, de maneira quase utópica, que esta é a melhor oportunidade de ter um contato maior com o povoado e conhece suas histórias, costumes e cultura.

Além disso acreditamos que pequenos atos de gentileza podem transformar gradativamente o ser humano. E traçar um mapa para isso pode ser um caminho bem trilhado.

Se você gostou desta matéria compartilha com seus amigos e curte aqui nossa fanpage para continuar acompanhando. =]botao_curtir

por Eduardo Melo

 

 

Anúncios

6 thoughts on “E se alguém criasse um caminho do bem?

  1. Adler Berbert diz:

    Hoje, consegui navegar pelo site todo e li com muito carinho tudo o que vocês estão fazendo. E, de verdade, só posso parabenizar. Além de vocês acreditarem no sonho de vocês, ainda estão ajudando outras pessoas a acreditarem também. E isso é incrível. Vivemos correndo, sem tempo para estabelecer relações reais com as pessoas e com o mundo. E o Bem Trilhado quer justamente preencher esse espaço! Parabéns, pessoal 😀

    Liked by 1 person

    • Luma Pinto diz:

      Fico super feliz de ter a presença ilustre desse jornalista! 🙂 Realmente pra começar o bem Trilhado a gente precisou acreditar muito nessa ideia, de uma maneira que é agora o projeto das nossas vidas. Obrigada pela força, Deh! Com fé em Deus conseguiremos realizar todas as ações sonhadas e apoiar a muita gente pelo caminho ❤ beijão!

      Gostar

E você, o que é que achou?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s