Publicitários criam jogos ambientais para Ong no Peru.

4 fev

Publicitários criam jogos ambientais para Ong no Peru.

O casal de publicitários Eduardo Melo e Luma Pinto, como parte do projeto de voluntariado intinerante Bem Trilhado,  chegou à cidade de Cusco – Peru. Lá, visitaram Qosqo Maki, uma instituição que realiza atividades com crianças e adolescentes em situação de rua.

O projeto teve como objetivo prestar consultoria em publicidade, marketing e música para ONGs na América Latina e na vez de Cusco, a missão foi criar dinâmicas educativas para difundir o tema de energias renováveis, sustentabilidade e preservação ambiental.

Como muitas daquelas crianças haviam abandonado a escola e não tinham muita disposição para livros, era preciso criar algo lúdico e divertido. A partir daí, vieram os materiais didáticos em formato de jogo: um intitulado  “Sobrevivência Ambiental” – inspirado na dinâmica do “Super Trunfo”; e o outro, um tabuleiro ambiental – Aventura Ambiental.

Criando_Jogo
Criando o Jogo de cartas “Sobrevivência Ambiental”

Sobrevivência Ambiental

A ideia é possibilitar um contato com o assunto de maneira leve e descontraída. Cartas com pontuação ruim levam nomes de efeitos negativos ocasionados pela ação humana, como poluição, desperdício ou desmatamento. “Queremos que eles detestem sair com essas cartas e, assim, guardem um registro negativo desses atentados ambientais” , brinca Eduardo.

Para Luma, não existe maneira melhor de aprender do que brincando. “Cada carta leva pontuações específicas, além de um pequeno texto explicativo para que possam ir se familiarizando. Acreditamos que com o tempo dominem o tema.”

PackSobrevivencia_Ambiental-01PackSobrevivencia_Ambiental2-01

 

Aventura Ambiental

Para complementar, criaram, também, um jogo de tabuleiro onde atitudes positivas para o meio ambiente fazem o jogador avançar e atitudes negativas fazem ficar uma rodada sem jogar ou voltar casas.

Versão brasileira

Os jogos foram tão bem recebidos pelos jovens na biblioteca da instituição e os resultados foram tão positivos que, em 2017, o jogo foi traduzido, adaptado e ganhou uma versão da cidade de Salvador – Bahia.

          

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *